Loading...

Melhores alunos do país estão 100 pontos abaixo da média das elites de outros países

Em entrevista ao programa Estúdio i, da Globo News, Paulo Rocha Oliveira, presidente do IDados, comenta os resultados do último Boletim IDados da Educação, lançado no dia 21 de maio.

O Boletim O Brasil no Pisa: a base e o topo mostra como está o desempenho acadêmico dos melhores e dos piores estudantes brasileiros em relação aos alunos de outras nações avaliadas no Pisa, exame da OCDE que mede o nível de conhecimentos de estudantes na faixa dos 15 anos de idade em cerca de 60 nações.

Segundo os dados levantados no Boletim, os 5% melhores alunos do Brasil têm desempenho acadêmico semelhante aos 5% piores alunos da China. Para Paulo, a solução para esse problema envolve muitas estratégias, dentre elas a atração de melhores estudantes para a carreira de professor, a melhora na eficiência dos gastos educacionais e também uma revisão na oferta de ensino superior gratuito.

Para assistir à entrevista completa, clique aqui.

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.