Loading...

Levantamento sobre a proporção de jovens negros e brancos na Universidade Pública é base de matéria na Revista Veja

Levantamento realizado pelo IDados aponta para o aumento da proporção de negros nas universidades públicas do país, após a implementação das cotas. Segundo os dados, em 2002, quando o sistema de cotas surgiu, 3,8% dos jovens negros (de 18 a 24 anos) estavam na universidade pública. Essa proporção, para os jovens brancos, era de 15,5%. Nesse ano, a diferença entre negros e brancos era de 11,7 pontos percentuais.

Em 2017, 15 anos depois, a porcentagem de jovens negros na universidade chega a 14%, um avanço significativo, se comparado a 2002. No entanto, nesse mesmo ano, a proporção de jovens brancos chega a 27%, e a diferença entre os dois passa a ser de 13 pontos percentuais. Ou seja, apesar do aumento na proporção de jovens negros matriculados em uma faculdade pública ter aumentado, a diferença entre negros e brancos também aumentou nesse período.

Os dados aparecem na Revista Veja, na sexta-feira, dia 15 de junho. Confira a matéria na íntegra: Revista Veja

Publicações Relacionadas

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.