Loading...

Blog

O mapa do emprego no País

Por IDados
 
Os cinco estados onde foram geradas mais vagas de emprego entre julho de 2016 e junho de 2017 foram, na ordem, Minas Gerais (62 mil), São Paulo (60 mil), Goiás (35 mil), Paraná (21 mil) e Santa Catarina (21 mil).
 
Em contrapartida, os cinco estados onde foram fechadas mais vagas de emprego no mesmo período foram, também na ordem, Rio de Janeiro (-66 mil), Pernambuco (-32 mil), Alagoas (-31 mil), Ceará (-15 mil) e Pará (-10 mil).
 
Estado em pior situação em todo o País no que diz respeito ao mercado de trabalho, o Rio de Janeiro registrou as maiores perdas nos setores de Serviços (-27 mil), Comércio (-23 mil), Indústria (- 8 mil) e Construção Civil (- 7 mil).
 
Já Minas Gerais, primeiro lugar no país na geração de novas vagas de emprego, foi beneficiada com o bom momento da Agropecuária (48  mil) e também com o incremento de vagas nos setores de Serviços (12 mil) e Indústria (8 mil).
 
São Paulo aparece em segundo lugar no ranking das vagas de emprego criadas no período, com destaque para os mesmos setores do que Minas: Agropecuária (47 mil), Serviços (30 mil) e Indústria (22 mil).
 
Em todo o País, entre julho de 2016 e junho de 2017, os setores que mais geraram vagas de empregos foram a Agropecuária (110 mil) e Serviços (43 mil); e os que mais demitiram foram o Comércio (- 123 mil) e a Construção Civil (-37 mil).
 
Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego. São os mais recentes disponíveis.

Comente

Deixe uma resposta

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.