Loading...

Blog

Mulheres brasileiras são, na média, mais escolarizadas e ganham menos do que os homens

Um dos pontos mais debatidos nessas eleições são as propostas – ou a falta delas – dos candidatos em relação à política de igualdade salarial entre homens e mulheres.

Já mostramos no nosso blog que as mulheres cresceram em participação no mercado de trabalho durante a crise; estão cada vez mais presentes no Ensino Superior; e, ainda assim, ganham menos em carreiras tradicionais como Medicina, Direito e Engenharia Civil.

Segundo a PNAD contínua do IBGE (dados mais recentes, do 2º trimestre de 2018), as mulheres de 15 a 65 anos têm em média 9,4 anos de estudo, enquanto os homens na mesma faixa etária têm 8,7 anos de escolaridade.

Entretanto, homens nessa faixa etária recebem em média R$ 2.410,50, enquanto as mulheres recebem R$ 1.873,95. Ou seja, o salário médio dos homens nessa faixa etária é 28,6% maior do que o das mulheres.

As mulheres são também 57% dos concluintes de Ensino Médio que realizam a prova do ENEM (amplamente utilizada como forma de acesso ao ensino superior) e são maioria entre os ingressantes nos cursos de graduação pelo menos desde 2009 (cerca de 55%).

Além disso, elas conseguem se formar mais do que os homens, sendo 61% dos concluintes do Ensino Superior.

Muito se tem debatido sobre a questão de salários e gênero, mas alguns fatos são incontestáveis: mulheres brasileiras são, na média, mais escolarizadas e ganham menos.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.