Loading...

Blog

Matrículas no ensino superior: conclusão, desistência e permanência

Como vimos no post de dezembro de 2017, as matrículas no Ensino Superior aumentaram 35% em sete anos (entre 2009 e 2016). Mas quantos dos nossos jovens que ingressam no ensino superior estão conseguindo se formar?

Calculamos as taxas de conclusão, desistência e permanência das 2.744.673 matrículas iniciadas em 2012 após 4 anos de ingresso. Deste total, 51% abandonaram, 30% concluíram e 19% seguem cursando.

Quando separamos por fonte de financiamento dos estudos, vemos que as matrículas financiadas com recursos próprios (em instituições particulares de ensino superior) apresentaram a maior taxa de desistência (62%), somando mais de 1 milhão de matrículas abandonadas.

Vale ressaltar que esses alunos estavam estudando em um período difícil da economia brasileira – um período de retração que começou no final de 2014.

Nas universidades federais, também observamos uma alta taxa de desistência (44%) e a menor taxa de conclusão (20%).

As matrículas no FIES e ProUni apresentaram a menor taxa de desistência (24%) e a maior taxa de conclusão (46%).

Esses resultados mostram que os alunos que mais ingressam no ensino superior (os que custeiam os estudos com recursos próprios – 60% do total) são os que menos conseguem concluí-lo.

Contudo, observamos que a expansão de matrículas no Ensino Superior ocorreu, principalmente, por meio de matrículas em universidades federais, Fies e ProUni, além de matrículas em universidades privadas que contam com algum financiamento.

Verificamos também que, dentre os grupos acima, os que apresentaram as maiores taxas de conclusão foram os das matrículas na rede privada – Fies e ProUni, e outros tipos de financiamento, o que sugere uma perspectiva de sucesso para as políticas adotadas e uma possível direção para a investigação de onde e como investir no ensino superior do país.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.