Loading...

Blog

Brasil tem desigualdades até na coleta de lixo das escolas

Questão diretamente ligada à saúde e ao meio ambiente, a coleta regular de lixo em escolas serve como indicador das disparidades entre regiões e estados no Brasil. Em todo o País, 23,79% das escolas ainda não contam com o serviço e 22,57% ainda recorrem à queima do lixo. O percentual de estabelecimentos escolares com programas de reciclagem também é modesto: apenas 7%. O levantamento do IDados se baseou no Censo da Educação Básica de 2016.
 
Entretanto, quando analisamos a situação por regiões, as diferenças sobressaem. Na Região Sul, 95,78% das escolas têm coleta regular do lixo e 24%, programas de reciclagem. Apenas 5,63% do total de escolas queimam o lixo. Já na Região Norte, o recolhimento acontece regularmente em apenas 43,40% das escolas e 53,88% delas queimam o lixo – apenas 1% o separa para reciclagem.
 
Mais números por região: no Sudeste, 94,27% das escolas têm coleta regular do lixo, 6,05% o queimam e 7% têm programa de reciclagem; no Centro-Oeste, 90,33% das escolas têm coleta regular do lixo, 9,28% o queimam e 6% o separam para reciclagem; e, por fim, no Nordeste, 61,54% das escolas têm coleta regular do lixo, 35,22% o queimam e apenas 2% o destinam para reciclagem.
 
O quadro de desigualdade se acentua quando comparamos os estados. Os cinco que apresentam os maiores percentuais de escolas atendidas com coleta periódica de lixo são Distrito Federal (99,67%), Rio de Janeiro (98,97%), São Paulo (98,67%), Rio Grande do Sul (96,22%) e Santa Catarina (95,84%). No sentido inverso, os cinco estados que apresentam os menores percentuais de escolas com coleta periódica de lixo são Amazonas (34,21%), Acre (34,55%), Roraima (39,56%), Pará (40,77%) e Amapá (56,15%).
As disparidades no que diz respeito à coleta regular de lixo das escolas se dão também nos próprios estados, entre as capitais e os demais municípios. A capital São Luís, por exemplo, tem 98,34% de escolas com coleta de lixo, enquanto os demais municípios do Maranhão, 32,62%. Em Belém, 98,57% das escolas contam com o serviço, e as outras cidades do Pará, 36,91%. No Amazonas, a capital (Manaus) tem 93,31% de suas escolas com recolhimento regular de lixo, e nos demais municípios, 21,43%. Boa Vista, com 88,24%, é mais um exemplo de grande desigualdade entre capital e demais cidades de Roraima (19,62%). Já em estados como São Paulo e Rio de Janeiro praticamente não há diferença entre a capital e os outros municípios.
 

Comente

Deixe uma resposta

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.